?Um testemunho de Espanha acerca do Puro-Sangue Lusitano?

Caros leitores,

Foi com muita preocupação que terminei a leitura da carta publicitária que abaixo exponho (referente à edição de um livro), e que merecerá a melhor atenção das entidades Oficiais que conduzem os destinos do nosso Puro-Sangue Lusitano.

O fundamento da mesma merece uma investigação profunda, e posterior retirada de consequências, uma vez que renega todo o historial da nossa raça, com o apoio do Ministério da Cultura Espanhol.

Será interessante saber o que a genética molecular pensa dos considerandos expostos no Livro!

Leiam o seguinte artigo:

The Lusitano horse maternal lineage based on mitochondrial D-loop sequence variation

M. S. Lopes*, D. Mendonça*, T. Cymbron*, M. Valera , J. da Costa-Ferreira and A. da Câmara Machado*

  *Department of Agriculture, Biotechnology Centre of Azores, University of Azores, Terra-Chã, 9701-851 Angra do Heroísmo, Portugal .   Departamento de Ciencias Agroflorestales, Escuela Universitaria de Ingeniería Técnica Agrícola, Universidade de Sevilla, Ctra. de Utrera Km.1, 41013-Sevilla, Spain .   Serviço Nacional Coudélico, Coudelaria de Alter, 7440-152 Alter do Chão, Portugal

Correspondence to A. da Câmara Machado, Department of Agriculture, Biotechnology Centre of Azores, University of Azores, Terra-Chã, 9701-851 Angra do Heroísmo, Portugal.
E-mail: amachado@mail.angra.uac.pt

Copyright 2005 International Society for Animal Genetics

KEYWORDS

dam lines • domestication • Equus caballus • Lusitano breed • mitochondrial DNA • studbook

Summary

The analysis of mitochondrial D-loop sequences (408 bp) from 145 Lusitano founder mares yielded a total of 27 different haplotypes. The distribution of these mtDNA sequences was quite unequal, with the three most frequent ones representing 56.5% of all the Lusitano founder mares and 14 haplotypes (51.9%) being rare variants found only once in the sampling. Four main haplotype clusters were present in the Lusitano breed. The comparison of these sequences with other equine haplotypes shows that they fall in groups shared with other horse breeds. These data support the hypothesis of multiple domestication events in many distinct geographic areas over a broad time span. However, the analysis of 145 Lusitano, 55 Pura Raza Española and 18 Sorraia sequences indicates that half of the samples (50.9%) fall in one specific-cluster (A), which has previously been described as characteristic of the Iberian and Northern African horse breeds. The presence of a phylogeographic structure in cluster A associated with its star-like structure was interpreted as suggestive of a centre of horse domestication in the Iberia Peninsula.

 

Vamos aguardar que as nossas entidades Oficiais “esmiúcem” as questões levantada pelo Sr. Altamirano.

Com os melhores cumprimentos,

Rodrigo Coelho de Almeida

 

Carta Altamirano

2 thoughts on “?Um testemunho de Espanha acerca do Puro-Sangue Lusitano?

  1. Maria do Mar Oom

    Muitos parabéns pelo seu site.
    É, realmente, preocupante o que se pode ler na carta publicitária do referido livro. Temos trabalhado em genética molecular na FCUL, com alguns trabalhos publicados sobre o assunto, incluindo sobre o primitivo Cavalo do Sorraia. Além destas novas ferramentas, que indicam um pólo de domesticação na PI, como ignorar as pinturas rupestres, onde já se retrata um tipo de cavalo de perfil subconvexo ? E todos os estudos efectuados e pelo Dr. Ruy d’Andrade?
    Vamos continuar a trabalhar para dar ao cavalo ibérico a prova da ancestralidade que ele tem!

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s