Entrevista J. L. Sommer D’Andrade – In Revista Equitação 2013

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

One thought on “Entrevista J. L. Sommer D’Andrade – In Revista Equitação 2013

  1. Sergio Lima Beck

    Sempre interessante a opinião de quem tem bagagem de berço e de tradição. Não se pode perder essas opiniões, sob pena de se perder as raízes. Mas é curioso q ao descrever o PRE com menos méritos ou menos qualidades, mesmo assim está a procurá-los para servirem as éguas Andrade. Talvez por isso ainda não os tenha encontrado. A verdade é que em termos de andamentos os PRE, de maneira geral, lembram mais o Lusitano autêntico ou tradicional antes dos modismos recentes ou orientações dressagísticas dos últimos tempos. Os PRE são mais brilhantes, mais chamativos, mais cômodos, sem pecarem pela ineficiência, pelos desvios e pelos parasitismo. Uma coisa parece certa, o alongamento ou amplitude é inversamente proporcional à elevação dos membros. Que o Lusitano tenha os andamentos mais alongados possíveis, mas a elevação é o principal, o mais típico, o mais tradicional. Sem ela ou com muito pouco dela não há Lusitano ou PRE que se preze. Nem tanto ao céu nem tanto ao mar. Pé no estribo. Saudações, Sergio Beck.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s